Vandalizada Igreja Católica de Morrumbene, em Inhambane

0 147

A poucos dias do Natal, indivíduos até agora desconhecidos introduziram-se sorrateiramente na última segunda-feira na Igreja Católica em Morrumbene  e destruíram duas estátuas, uma das quais da Nossa Senhora.

O facto foi confirmado à  “Carta”  pelo Padre Pietro Marcetti Brevi, mais conhecido por  padre Pedro, sem no entanto avançar mais detalhes.

Ele justificou que a pedido do Serviço Nacional de Investigação Criminal, SERNIC, foi solicitado para evitar por enquanto uma maior publicitação do caso para não comprometer as investigações da Polícia.

A SERNIC esteve ontem no local da ocorrência.

Mas o nosso Jornal conseguiu saber doutra fonte em Morrumbene, centro da província de Inhambane, que os indivíduos ainda a monte introduziram-se na Igreja entre as 10 e 12 horas da última segunda-feira sem deixar rasto.

Uma vez no interior da Igreja, destruíram duas estátuas e foram colocadas em frente ao altar.

Para despistar as investigações, eles deixaram um livro das Testemunhas de Jeová, que foi encontrado no local. 

Segundo a nossa fonte, presume-se que o  livro foi apenas uma estratégia para confundir o pároco e outros crentes católicos e não necessariamente uma prova de que os Testemunhas de Jeová tenham qualquer envolvimento no caso ou uma eventual  “guerra”  de natureza religiosa com a Igreja Católica, uma vez que as investigações ainda estão em curso.

Por outro lado, supõe-se que os indivíduos estariam à procura de joias ou de outros objetos de valor.

A Igreja Católica em Morrumbene tem cerca de 40 comunidades com mais de 10 mil crentes.

Trata-se de comunidades bastante vivas e activas ao nível do distrito.

Com uma arquitetura emblemática, a Igreja Católica em Morrumbene vulgarmente conhecida por “Paderini” em Bitonga foi construída há cerca de sessenta anos.

Para além da Igreja, destaque vai para a escola que no período colonial ja se estudava até quarta classe.

” Paderini” foi assim no seu tempo ponto de encontro de muitos adolescentes e jovens que na altura frequentaram o ensino primário.

Para além dos estudos, muitos jovens de então acabaram também sendo batizados e crismados pela Católica.

Fonte: Carta De Moz

Leave A Reply

Your email address will not be published.