Última Hora: Helena Taipo libertada sob termo de identidade e residência

0 398

Por ordens judiciais, a antiga ministra do Trabalho e Segurança Social, Helena Taipo, foi solta hoje depois de cumprir dois anos de prisão preventiva no Estabelecimento Preventivo da Cidade de Maputo (a antiga Cadeia Civil, localizada na Sommerschield).

Taipo fora detida, em Abril de 2019, no quadro de um processo de corrupção instruído pelo Gabinete Central de Combate à Corrupção (GCCC). Ela é acusada de se ter apoderado de pouco mais de 100 milhões de Meticais, em conluio com construtores civis servindo o INSS (Instituto Nacional de Segurança Social). O caso levava o registo 94/GCCC/17/IP e envolvia outros 5 arguidos, entre os quais Lúcio Sumbana.

Quando foi detida, criou-se a expectativa de que o caso estava prestes a ser julgado. Mas, dois anos depois, esse julgamento ainda não tem data marcada, criando na opinião pública a percepção de que algumas detenções não têm fundamento, sobretudo quando não se trata de crimes de sangue.

O caso que reúne mais simpatias na opinião pública é o que envolve o antigo Ministro dos Transportes e Comunicações, Paulo Zucula, detido desde junho de 2019, dois meses depois de Taipo ter sido presa. Zucula é suspeito de ter recebido subornos no âmbito da construção do Aeroporto de Nacala pela firma brasileira Odebrecht. Quase dois anos depois, nem acusação definitiva foi deduzida, nem julgamento marcado. (Carta)

Leave A Reply

Your email address will not be published.