Última Hora: Governo Moçambicano submete novas provas e EUA entra em conflitos com a RAS sobre a extradição de Chang

0 4.075

Numa correspondência enviada ontem para os principais intervenientes do debate judicial à volta da extradição de Manuel Chang, junto do Tribunal Supremo sul-africano (divisão de Gauteng), os Estados Unidos referem que tomaram nota dos mais recentes argumentos da defesa de Chang, do Fórum de Monitoria do Orçamento e do Governo da República de Moçambique, assim como os documentos consolidados do Ministro da Justiça e Serviços Correcionais da África do Sul.

Há evidencias de um suposto conflito entre EUA e RAS pelo processo que diz repeito a ida do Chang para America oque fez com que o Governo Moçambicano apresentasse novas provas na Ultima Sexta feira sendo assim nega pelo governo Americano na RAS.

De acordo com a firma legal Edward Nathan Sonnenberg, contratada pela Embaixada Americana em Pretória para intervir no caso em seu nome, os Estados Unidos consideram que não podem acrescentar valor ao processo, pois todos os factos e argumentos relevantes parecem já estar perante o Tribunal.

“Embora certamente seja lamentável que Moçambique tenha interpretado mal suas comunicações com os Estados Unidos, os Estados Unidos observam que qualquer suposta falta de cooperação com Moçambique não teve nenhum papel na decisão da prisão do ex-ministro (…)”, refere a nota.

E conclui: “os Estados Unidos não vão intervir no processo. No entanto, isso não deve ser considerado como falta de interesse dos Estados Unidos no resultado do processo ou admissão de qualquer alegação. Os Estados Unidos apoiam a posição do Ministro da Justiça e Serviços Correcionais (que suspendeu a decisão da extradição para Moçambique tomada pelo anterior titular da pasta). Os Estados Unidos também continuam a defender o seu pedido de extradição de Chang para os EUA”

FONTE: VISAOACTUAL

Leave A Reply

Your email address will not be published.